A Inova Prudente divulgou os 10 grupos de empreendedores selecionados que terão suas ideias na terceira fase do edital de Aceleração e Fomento de Projetos de inovação tecnológica para pessoas físicas. Os projetos receberão bolsa-auxílio inovação de R$ 1 mil e serão acompanhados por um especialista durante 5 meses. 
 
Entre os projetos selecionados estão os de dois grupos com egressos da Toledo Prudente Centro Universitário: o DoaSangue e o Xepa. 
 
A Aceleração e Fomento de Projetos é realizada pela Inova Prudente e conta com a parceria do Governo Municipal de Presidente Prudente. O investimento é de R$ 100 mil. Após o período de aporte e de consultoria, os projetos poderão ser transformados em startups e inseridas no mercado.
 
DoaSague
Você se lembra que a Pós-graduação da Toledo Prudente realizou, no ano passado, a 1ª competição de startups dos cursos de MBA? É daí que veio a ideia do grupo DoaSangue.
 
O projeto tem a ideia de, por meio de um aplicativo, desburocratizar o processo de triagem para as pessoas que doam sangue. Desde o ano passado, a pós-graduação da Toledo Prudente substitui o Trabalho de Conclusão de Curso, pela criação de Startups e ao final, uma competição.
 
O grupo é formado pelos egressos do curso de MBA em Gestão Empresarial: André de Oliveira Géa, Felipe Gustavo Lenharo Fernandes, Gustavo Matheus Poleto e Luiz Muller Elias de Freitas.
 
De acordo com o integrante do grupo, Felipe Fernandes, a ideia do projeto é melhorar o processo da doação de sangue, contribuindo com a sociedade e a formação dos integrantes. “Nesta fase, estamos em busca de um desenvolvedor para tirarmos a ideia do papel. Quando o protótipo estiver pronto, vamos levar a campo e buscar investimento de empresas e órgão públicos”, comenta.
 
“Ainda não decidimos o que fazer com o dinheiro investido pela Inova Prudente, mas vai nos ajudar a desenvolver o aplicativo”, explica Fernandes.
 
Xepa
Outro projeto, o “Xepa”, é de autoria de três alunos formados no curso de Sistemas de Informação da Toledo Prudente e um aluno de outra instituição: Alessandro Gentil, Felipe Panizza, Rodrigo Brandão e Leonardo Coelho. A ideia do projeto é um aplicativo de comida para cidades pequenas.
 
Alessandro Gentil conta que a ideia surgiu na disciplina de ‘Startup, Inovação e Negócios’, ministrada pelo professor Oscar Fujita. “Por morar em uma cidade pequena (Teodoro Sampaio), vi a falta de um aplicativo para pedir lanches e ao estudar sobre, encontramos a oportunidade de trabalhar com esse nicho”, explica.
 
Sobre estar na terceira fase do edital de fomento, Gentil comenta que “teremos 5 meses para entregar um produto e a expectativa é estar com a startup atuando em pelo menos 5 cidades, incluindo Presidente Prudente, até o fim desse período”.
 
“O aporte que receberemos é um valor suficiente que usaremos para transporte, reuniões e para manter um servidor que possa atender a região”, completa Gentil.
 
Além dos selecionados, mais 2 projetos contaram com a participação de egressos da Toledo Prudente, apresentados na segunda fase do edital. Foram eles: Raise Up, do egresso de Administração, Gabriel Reversi; e Pesquisa da Banca, dos egressos, Ricardo Vidal França Filho e Regina Rodrigues Alves França.
 
Fotos: Inova Prudente